Variedades

Estatísticas as vezes assustam!

Oi, pessoal!
.
Já são 23hs! Como foi a segunda-feira de vocês? A minha foi toda no modo automático zumbi [ estava com taaanto sono hoje que nem sei ao certo como foi meu dia ].
.
Hoje o post será sobre um dos assuntos que mais bombaram na internet por esses dias.. Sim, falarei sobre a pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) sobre os tais 65% dos entrevistados que acham que mulher de roupa curta merece ser estuprada. [Não, você não leu errado, é isso mesmo!]
.
Eu fiz um vídeo comentando esse assunto, dando a minha opinião, informando o que o Código Penal brasileiro entende por estupro e tentando entender o motivo de uma pesquisa desse tipo.
 .

Algumas informações obtidas no site do IPEA e do EBC: 
.
O resultado da pesquisa revelou que 58,5% dos entrevistados brasileiros concordaram totalmente ou parcialmente com a frase “Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros” gerou indignação e protestos na internet.
.
Batizado de Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS), o trabalho se baseou na entrevista de 3.810 pessoas, residentes em 212 municípios no período entre maio e junho do ano passado.
 .
A avaliação tem como ponto de partida o grande número de pessoas que diz concordar com a frase: se mulheres soubessem se comportar, haveria menos estupros. O trabalho indica que 58,5% concorda com esse pensamento. A resposta a essa pergunta apresenta variações significativas de acordo com algumas características. Residentes das regiões Sul e Sudeste e os jovens têm menores chances de concordar com a culpabilização do comportamento feminino pela violência sexual.
 .
“Por trás da afirmação, está a noção de que os homens não conseguem controlar seus apetites sexuais; então, as mulheres que os provocam é que deveriam saber se comportar, e não os estupradores. A violência parece surgir, aqui, também, como uma correção. A mulher merece e deve ser estuprada para aprender a se comportar”, dizem os pesquisadores.
.
Atenção: Outra pesquisa do Ipea apresentou dados sobre o crime de estupro no Brasil. A estimativa com base nos atendimentos prestados às vítimas é que, a cada ano, 527 mil pessoas são estupradas no país. Apenas 10% dos casos chegam ao conhecimento da polícia. A maioria das vítimas é mulher, sendo 70% são crianças ou adolescentes. Mais de 92% dos agressores são homens. Pais, padrastos, amigos e conhecidos representam 56,3% dos criminosos.
.
Fonte: IPEA
           EBC

 

 

Post Anterior Próximo Post

O que você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta