Filme / Série

A Bela e a Fera : Vale a pena assistir?

A Bela e a Fera é igual a animação que assistimos quando criança?

Essa semana fui assistir a um dos filmes mais esperados do ano, ao menos para mim, A Bela e a Fera.

O filme, em “live-action”, A Bela e a Fera estreou no dia 16 de março, e é uma adaptação muito boa da animação de 1991 da Disney, porém com algumas boas novidades.

a bela e a fera 2017

A História

A história é bem mais antiga do que a década de 90, data do ano de 1740 e foi escrita pela francesa Gabrielle-Suzanne Barbot de Gallon de Villeneuve.

A versão que conhecemos é a da animação da Disney de 1991 (quem não lembra das fitas VHS com capa amarela da Disney?), mas a historia é amplamente difundida entre outras culturas, contada de formas diferentes, mas a moral do conto continua a mesma em todos os lugares.

→ Veja aqui algumas das versões do conto: Revista Galileu

O Filme Live-action

Eu não pretendo nesse post dar spoilers sobre o filme A Bela e a Fera, então tentarei ser breve nos meus comentários.

Eu fui uma criança que cresceu assistindo as animações da Disney e me encantei pelas princesas (as minhas favoritas sempre foram a Branca de Neve e a Bela).

Quando eu soube que a animação iria “tomar vida” fiquei com um “pé atrás” pois prefiro quando o filme é praticamente uma cópia do original, pois já estou muito apegada para aceitar mudanças tão drásticas numa história tão conhecida.

Para entender o nível da minha chatice, eu conhecia a animação de 1991, e detestei quando colocaram música nova (ser humano outra vez) no dvd da animação. Sim!

O filme recém lançado tem a mesma “vibe” da animação, tem as parte de musical, a história contada de forma rápida e alguns bons alívios cômicos. Mesmo sendo muito parecido com o desenho, muitas vezes até com os mesmo quadros e cortes, nesse filme colocaram cenas novas para preencherem as lacunas deixadas na animação, e como fã posso dizer que, em sua maioria, foram muito bem colocadas.

♦ Mudanças não tão boas:

Lógico que nada é perfeito, então tiveram algumas cenas e mudanças que não gostei, como diferenças da historia do desenho, como por exemplo, não teve o Zip ajudando Bela e seu pai a saírem do porão usando a invenção de cortar lenha (no filme eles foram presos em outro lugar e o Zip não foi escondido na bolsa da Bela), mas o pior foi que faltou a Bela falar que amava a Fera quando a última pétala da rosa encantada caia (era o momento alto do desenho) e as músicas novas não em agradaram (a que mais detestei foi a da Fera).

Além do espelho mágico, no filme em live-action ainda tem um livro mágico que serviu para nos falar sobre a mãe da Bela, mas não tenho certeza se era necessário.

♦ Novidades boas:

Algumas novidades foram bem vindas, como a Bela ser inventora como o pai, ela pensar em fugir do castelo, além de conhecermos o motivo dela não ter mãe.

Sobre a parte musical, gostei de terem aumentado a letra da música do Gaston. E até que gostei da música e de como foi feita a ambientação da história do se príncipe enfeitiçado (no desenho era o vitral com a narração).

♦ Vale a pena assistir ao filme A Bela e a Fera?

Com toda a certeza vale sim! Ele agrada tanto aos fãs da animação (no fim da sessão todos bateram palmas, foi uma experiência mágica de voltar no tempo) quanto para quem não conhece a história.

Talvez quem não vá gostar desse filme é aquela pessoa que não gosta nada do gênero, de fantasia e musical. Do contrário é um filme que serve para toda a família.

Bela

Assistiu ao filme? Me conte aqui nos comentários o que achou.

prx1

Post Anterior Próximo Post

O que você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta