Categoria navegação

Variedades

Variedades

Furacão Irma e o Brasil

Comentando sobre o Furacão Irma e o Brasil

Nos últimos dias o que mais temos visto são notícias a respeito do furacão Irma. E não é a toa, o furacão Irma já está sendo considerado por especialistas o mais poderoso da década no Atlântico. O furacão chegou à categoria 5, que é a mais alta, quando e os ventos superam a marca dos 252 km/h. Segundo a Nasa, os ventos do Irma já ultrapassam os 280 km/h.

Depois de deixar um rastro de destruição no Caribe, a ilha de St Martin ficou destruída, e Barbuda, outra pequena ilha caribenha, está “quase inabitável”, segundo o primeiro ministro de Antígua e Barbuda, Gaston Browne. O furacão Irma atingiu neste domingo as ilhas ao sul da Flórida.

Segundo o Centro de Furacões dos EUA, o furacão Irma perdeu força e foi rebaixado para a categoria 4, mas ainda é um grau alto e preocupante para a população dos locais por onde ele passará.

furacao irma bbc brasil

Segundo especialistas, o Brasil não precisa se preocupar com furacão pois as chances de que isso aconteça por aqui são mínimas.

Historicamente, só um furacão foi registrado na história do Brasil. Chamado de Catarina, ele atingiu o litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina em março de 2004, e ainda há divergências se o Catarina foi de fato um furacão.

Acompanhando através da internet a preparação para a chegada do furacão e os estragos por onde ele passou, precisamos agradecer por estarmos em um país no qual não é comum ter esse tipo de fenômeno natural e também entendermos que devemos cuidar da natureza, pois ela sabe ser impiedosa.

Não importa quão evoluídos sejamos, a natureza consegue ser mais forte e mais rápido do que nós.

Viver no Brasil é ter o privilégio de conviver com a natureza, e não precisarmos nos preocupar com catástrofes naturais da magnitude do Irma.

O Brasil tem um povo alegre, um povo que “se vira nos 30″ para viver em meio a gritante desigualdade social, um povo que, infelizmente, ainda não conseguiu se livrar das amarras do passado, o qual não tinham voz e nem possibilidade de pensar por si.

Há 3 dias, no dia 07 de setembro, tivemos o feriado em comemoração da Independência do país, no entanto, realmente somos livres?

Fonte: BBC Brasil

prx1

Variedades

Como economizar na hora de comprar

Como conseguir descontos e economizar em suas compras

Quem me acompanha a mais tempo aqui no blog, sabe que estou noiva faz um tempinho (contei nesse post aqui). E o noivado é a fase de preparação, tanto da festa de casamento, tanto para montar a casa ou os dois (no meu caso, optamos por montar a nossa casinha, porque a grana não está sobrando).

Casar envolve muitos gastos, e para piorar, estamos em uma terrível crise financeira, onde a taxa de desemprego está altíssima e o preço das coisas também.

Por isso, no post de hoje trago dicas muito úteis e simples para você economizar e conseguir comprar tudo ou quase tudo da sua lista de desejos.

como comprar e economizar devaneios etc

♦ 1ª dica: Nunca compre na primeira vez que você ver o produto

É fato que muitas vezes compramos por impulso, e quando vemos, o produto que na hora parecia ser super útil, ficou acumulando poeira e espaço dentro de casa.

Então, a primeira dica para economizar, é deixar a compra, pelo menos, para o dia seguinte, pois assim você terá tempo de pensar se aquele produto realmente faz falta, se é importante tê-lo, e se realmente te fará feliz comprá-lo.

Se as respostas forem sim, você volta na loja e compra, se as respostas forem não, você pode ficar feliz por ter salvo o seu precioso dinheirinho.

 2ª dica: Pesquise preços

Hoje em dia não precisamos ficar entrando em diversas lojas com um caderninho e caneta em mãos  para anotarmos os preços das coisas. Podemos simplesmente entrar em sites que já fazem a comparação de preços entre produtos e lojas, como por exemplo zoom, buscapé, bom de faro, entre outros.

Uma mágica tecnológica, que nos ajuda em não comprar o produto pelo valor mais alto.

3ª dica: Cupons de descontos

Sabe aquela coisa antiga de recortar cupons de jornais, guardar até poder trocar por descontos? Isso também foi melhorado graças a tecnologia, e hoje temos como obter os cupons diretamente nos sites das marcas, em grupos nas redes sociais e em sites que reúnem os mais variados tipos de cupons (como por exemplo o cupom válido, méliuz, entre outros ), e o melhor, isso tudo é de graça. Ou seja, você continua tendo acesso aos descontos, mas sem precisar se sentir em “mil novecentos e lá vai bolinha”.

Ah, e diferente dos clubes de compra coletiva (como groupon, por exemplo), a maioria desses sites não exige o pagamento antecipado do produto, ou seja, nada de pagar agora para receber sabe lá quando.

Acesse: Cupom Válido.com.br

comprando barato

Essas são 3 dicas simples e super úteis para quem quer e/ou precisa economizar na hora de comprar algo.

Tem alguma outra dica? Me conte aqui nos comentários, e ajude uma noiva desesperada.

prx1

Variedades

Boneca Polly Pocket vira blogueira

Boneca Polly Pocket vira blogueira e lança vídeos DIY

Não é de hoje que vemos que as blogueiras e youtubers dominaram o mundo, mas agora elas chegaram ao mágico mundo dos brinquedos.

No post de hoje trago essa novidade. Sabia que a boneca Polly agora também tem um canal no Youtube e dará dicas de “faça você mesmo” na série “Dicas da Polly”?

A boneca Polly Pocket virou blogueira e agora vai ajudar todos os seus fãs a ter o melhor dia de todos com suas dicas de DIY (Do It Yourself/Faça Você Mesmo). A marca lançará na América Latina seis vídeos diferentes de atividades lúdicas para promover a criatividade e estimular o trabalho manual nas brincadeiras infantis. Além disso, este é um convite da boneca para os pais participarem destas atividades ao lado dos pequenos em qualquer lugar e com diferentes materiais reciclados ou de preço acessível.

Os vídeos da série “Dicas da Polly” serão postados no Youtube nos canais: Polly Pocket em Português Brasil, para o público brasileiro, e Polly Pocket en Español para o restante da América Latina. Ao todo, serão seis vídeos 45 segundos com diferentes temas de brincadeiras e DIY. Os vídeos ensinarão meninas e meninos a fazer uma cesta de piquenique divertida com material reciclado, receitinhas de picolés de fruta refrescantes, chapéus de papel coloridos e criativos, bexigas d’água inusitadas e até uma máscara de dormir para a festa do pijama mais especial de todas.

Além de serem divulgados na principal plataforma online de vídeos, eles serão transmitidos no canal Disney Channel do Brasil, em cápsulas de 15 segundos, durante a programação do canal até o mês de setembro.

Achei a ideia bem atual e parece que será sucesso, tanto para os pequenos quanto para os adultos.

boneca polly blogueira

Fonte:

Informações para imprensa
In Press Assessoria de Imprensa e Comunicação Estratégica

prx1

Variedades

Baleia Azul : Você precisa saber

O jogo Baleia Azul mata!

O assunto do momento é um jogo letal chamado de Baleia Azul, no qual adolescentes são convocados por redes sociais, como grupos fechados no Facebook e no WhatsApp para participar da Baleia Azul, e esse jogo consiste em cumprir 50 desafios diários pré-estabelecidos por curadores / administradores, no qual o ultimo desafio é tirar a própria vida.

Acredita-se que o “jogo” Baleia Azul tenha começado em 2016 e na Rússia, através da rede social mais utilizada no país, VKontakte, mas muita informação divulgada ainda não foi confirmada pelas autoridades.

E por que estou escrevendo sobre esse assunto se não sou adolescente há bastante tempo? Simples, porque o jogo chegou ao Brasil, e aqui nem pais, nem adolescentes e muitas médicos não estão preparados para lidar com algo desse tipo.

O jogo Baleia Azul é composto por 50 desafios diários no qual a maioria envolve automutilação, e uma das premissas do jogo é que se deve jogar até ao fim, sem desistências e sem contar a ninguém.

Para manter o funcionamento do jogo, cada desafio é enviado diariamente por um “curador” ou “administrador” que pede provas (como fotografias ou vídeo) de que o desafio foi cumprido na íntegra pelos jogadores.

O “jogo” já fez algumas vítimas no Brasil, e tem gerado bastante assunto. Por ser algo literalmente mortal, muitos associam o motivo de entrar no jogo com a depressão.

No entanto esquecem que adolescente sente necessidade de fazer parte de grupos, de participar do que estiver “na moda” e assim parecerem “interessantes” aos olhos dos demais adolescentes. e a internet permite que todo o tipo de coisa absurda seja compartilhada com o mundo em pouquíssimo tempo e se torne viral.

Infelizmente atualmente não são mais vídeos de gatinhos tocando piano que fazem a cabeça dos internautas, mas situações que sirvam para dar adrenalina, afinal, quem não se lembra de se achar invencível e dono de próprio nariz com 15, 16 anos e principalmente na frente dos amigos ?

É necessário que os responsáveis pelos jovens prestem atenção no que estão fazendo, mas também no que estão sentindo. Para muitos a vida online se mistura com a vida offline e mistura isso com os hormônios, necessidade de chamar atenção e questionamentos adolescentes e temos o caminho aberto para jogos estúpidos e mortais como esse.

A-Baleia-Azul

Fonte:  O Globo / Publico

prx1