Data

Dia Internacional da Mulher

Olá, pessoal!

Hoje, dia 08 de março, e desde 1975 é oficialmente o dia internacional da mulher ( apesar do fatídico acontecimento histórico que gerou a data ter ocorrido mais de 100 anos antes, em 1857 ).

Mais informações sobre o Dia internacional da Mulher: Revista Nova Escola

dia internacional da mulher . devaneios etc . por pris moraes

Apesar de ser o dia internacional da mulher, não farei um post alegre. No post de hoje trago uma história real, manchete em jornais, ocorrida em pleno fevereiro de 2016. E que vale a pena refletirmos.

A manchete no site da BBC Brasil começa da seguinte forma:

Maria José Coni, de 22 anos, e Marina Menegazzo, de 21, realizavam o sonho de sair de Mendoza, na Argentina, com uma mochila nas costas para conhecer a América do Sul.

Esse sonho, porém, foi interrompido poucos dias atrás no balneário de Montañita, no Equador, onde as duas foram assassinadas.

Mas em muitos jornais a notícia foi divulgada da seguinte forma:

Duas turistas argentinas, viajando sozinhas pelo Equador, foram dadas como desaparecidas no dia 22 de fevereiro e encontradas mortas a facadas e pauladas.

Sozinhas?

Todas as vezes que li sobre o caso eram DUAS turistas, e por que é noticiado que estavam sozinhas? Elas precisavam estar com algum homem ao lado?

É claro que não sou burra e sei que há perigo em tudo que envolva mulheres ( assunto para daqui a pouco ), mas a presença de um homem neste caso seria garantia de segurança delas?

Então, seguindo esse pensamento, a mulher somente estará segura ao lado de um homem, mas , não foi um “homem” (nesse caso dois) causador da violência que as turistas sofreram?

Se você está perdida (o) no assunto, vou resumir:

Duas jovens turistas argentinas desapareceram numa região litorânea do Equador em 22 de fevereiro. E seus corpos foram encontrados poucos dias depois, dia 28.

Dois homens foram detidos, e um deles contou à polícia que se ofereceu para ajudar as meninas, que haviam sido assaltadas e por isso estavam sem dinheiro. Elas então teriam ido com eles para uma casa, onde os dois tentaram estupra-las.

E após resistirem, uma morreu devido a uma paulada em sua cabeça, e a outra morreu após uma facada.

Com certeza ao começar a ler sobre o desaparecimento você já imaginava o trágico desfecho dessa notícia. Mas por quê?

Simples. Porque, em pleno 2016, é comum mulheres não terem liberdade, não poderem andar nas ruas sem medo de estupro e violência.

Por que é normal um cara viajar com amigos ou sozinho, e uma mulher não poder fazer o mesmo sem ser culpada quando algo de ruim acontece a ela? E por que é normal pensarmos que algo de ruim poderá acontecer numa viagem somente com a mulher?

Simples. Porque em pleno 2016 é comum mulheres sofrerem abusos sexuais, físicos e psicológicos de homens. Homens esses que, numa mentalidade machista e fantasiosa, deveriam protegê-las e não atacá-las.

Afinal…

Se estiver calor e a mulher usar um short, vestido ou saia, ela está provocando um cara a estupra-la ? Se a mulher trabalhar ou estudar e por isso precisar estar a noite na rua, ela está provocando um cara a estupra-la? Se a mulher estiver em casa está provocando um cara a estupra-la?

Só por ser mulher, possuir uma vagina significa que está provocando um cara a estupra-la?

A mulher precisa ser bonita, gostosa, prendada e totalmente disponível para o homem, do contrario está provocando um cara a estupra-la? E se a mulher for inteligente, e/ou pensar por conta própria, ela está provocando um cara a estupra-la?

A resposta deveria ser óbvia: NÃO!

“Infelizmente”, muitas de nós, mulheres, somos fortes, inteligentes e multitarefas. Mulher, mãe, esposa, profissional, amiga… Cuidamos da casa, da roupa, da comida e da família, mesmo depois de um dia intenso de trabalho… E devíamos também, assim como os homens, poder viajar, andar pela rua, VIVER.

Viver sem o medo de sermos mulheres.

Quem sabe um dia a gente consiga!

flor na pedra - dia internacional da mulher

“Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.” Simone De Beauvoir

Feliz dia internacional da mulher!

prx1

Post Anterior Próximo Post

O que você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta