Variedades

Internet por franquia não!

movimento por uma internet justa #internetjusta por devaeios etc pris moraes

Olá, pessoal!

Uma “nova” e “brilhante” ideia surgiu pras operadoras de internet: a internet por franquia.

Bom, se isso for implementado no Brasil, quanto mais internet você usar, mais você paga, e paga caro. Será igual ao que já acontece no celular: se passar do limite, eles cortam a sua internet e você só poderá usar no próximo mês.

Até o momento somente a operadora VIVO adotou essa prática de internet por franquia, mas basta uma empresa fazendo dessa forma para as outras seguirem o mesmo caminho.

Essa prática de internet fixa por franquia é comum em alguns países no exterior, no entanto a qualidade do serviço e o preço lá fora são bons, mas o oferecido aqui no Brasil não será nem perto do que há no exterior.

Ou seja, se isso acontecer, a internet aqui no Brasil será limitada e muito mais cara ( mesmo hoje já não sendo algo barato ).

Um movimento começou na internet, principalmente com o apoio de youtubers brasileiros famosos, com o intuito de divulgar essa “ideia de gerico” e fazer com que as pessoas utilizem mais a internet, como uma forma de aumentar o consumo médio , que será supostamente calculado para a estabelecer as opções de franquias que serão oferecidas.

Junto com esse movimento de divulgação, foi criada a hashtag #internetjusta , nome que achei bem válido, já que queremos uma internet justa ( boa qualidade e preço compatível ).

E além da divulgação em vídeo sobre o assunto, foi criada uma petição online com o objetivo de acabar com o limite e bloqueio da internet fixa antes que outras prestadoras adotem a prática, já tendo conseguido mais de 1 milhão de assinaturas.

Sinceramente, essa história ter sido fortemente divulgada apenas essa semana causa estranheza. Até porque nesse fim de semana acontece a votação para o impeachment da presidente Dilma, com protestos agendados para o domingo, e já tivemos provas de que os protestos ganham mais força com as redes sociais.

Parece até teoria da conspiração, mas estamos em abril, e a noticia da limitação da banda larga, devido a franquia, estourou só agora, sendo que a operadora Vivo começou a impor o limite de dados para os novos clientes de banda larga fixa desde 5 de fevereiro, e essa noticia saiu, por exemplo, no site da Exame em 12 de fevereiro (!) como pode ser visto no print abaixo e clicando aqui (exame.abril.com.br).

exame noticia internet justa . internet por franquia

Para você que não está a par dessas possíveis mudanças, em como funciona atualmente e o que mudará, segue algumas respostas, retiradas do site Olhar Digital.

O que é o limite?

Atualmente, os planos de internet móvel são limitados. Depois de consumir um volume X de dados (seja por download ou upload, acessando sites, baixando ou fazendo streaming de músicas e vídeos), previamente acertados em contrato com a operadora, a sua internet é cortada ou tem a velocidade severamente reduzida.

Esta é a intenção das operadoras de internet fixa: limitar o acesso à internet depois que esse número X de gigabytes for atingido pelo consumidor. Isso pode ser feito por um bloqueio total ou uma redução drástica de velocidade, que força o usuário a pagar mais para retomar a normalidade.

Por que é prejudicial?

Se você usa internet no seu celular, já sabe qual é o problema. O usuário é forçado a mudar seus hábitos de consumo de internet, evitando determinados serviços como Netflix e YouTube para respeitar o limite de banda, sob pena de ter que pagar a mais por isso.

Este levantamento mostra em detalhes o quão prejudicial seriam os limites, que são profundamente restritivos mesmo nos planos mais caros. Quem baixa apenas um jogo de Xbox One, PS4 ou Steam pode estourar metade do limite em uma tacada só. Quem assiste a dois episódios de 50 minutos de um seriado na Netflix por dia pode superar o limite mensal SÓ COM NETFLIX.

Como as operadoras justificam a mudança?

As operadoras dizem que as franquias limitadas ajudam a dimensionar melhor as necessidades da rede e a fornecer uma experiência melhor para os assinantes.

Todos os brasileiros serão afetados?

Tudo depende do seu contrato. Os usuários NET e Oi em grande parte já têm a franquia prevista em contrato, então é só uma questão destas empresas começarem a impor as restrições.

No caso da Vivo, a situação já é mais complicada. A empresa começou a colocar os limites em contrato em fevereiro deste ano para ADSL e abril para fibra óptica. Quem assinar com a operadora a partir de agora já terá a franquia no contrato. A empresa diz que manterá a internet ilimitada até o fim de 2016 em caráter “promocional”, e começará a impor as restrições a partir de 2017.

A Anatel sabe disso?

Sim, sabe, e aparentemente não está fazendo nada para impedir, como foi possível ver no item anterior. Na verdade, a agência já previa os limites de franquia desde 2014, e nunca se mostrou contrária à medida.

Para ler mais informações e as perguntas completas, basta clicar e acessar o site Olhar Digital, e tirar suas próprias conclusões.

E compartilho ainda o link do vídeo do canal Cadê a chave?, com o vídeo que fala sobre essa mudança e compara com a franquia do Canadá.

Fonte:

Exame

Olhar Digital

prx1

Post Anterior Próximo Post

O que você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta