Variedades

Baleia Azul : Você precisa saber

O jogo Baleia Azul mata!

O assunto do momento é um jogo letal chamado de Baleia Azul, no qual adolescentes são convocados por redes sociais, como grupos fechados no Facebook e no WhatsApp para participar da Baleia Azul, e esse jogo consiste em cumprir 50 desafios diários pré-estabelecidos por curadores / administradores, no qual o ultimo desafio é tirar a própria vida.

Acredita-se que o “jogo” Baleia Azul tenha começado em 2016 e na Rússia, através da rede social mais utilizada no país, VKontakte, mas muita informação divulgada ainda não foi confirmada pelas autoridades.

E por que estou escrevendo sobre esse assunto se não sou adolescente há bastante tempo? Simples, porque o jogo chegou ao Brasil, e aqui nem pais, nem adolescentes e muitas médicos não estão preparados para lidar com algo desse tipo.

O jogo Baleia Azul é composto por 50 desafios diários no qual a maioria envolve automutilação, e uma das premissas do jogo é que se deve jogar até ao fim, sem desistências e sem contar a ninguém.

Para manter o funcionamento do jogo, cada desafio é enviado diariamente por um “curador” ou “administrador” que pede provas (como fotografias ou vídeo) de que o desafio foi cumprido na íntegra pelos jogadores.

O “jogo” já fez algumas vítimas no Brasil, e tem gerado bastante assunto. Por ser algo literalmente mortal, muitos associam o motivo de entrar no jogo com a depressão.

No entanto esquecem que adolescente sente necessidade de fazer parte de grupos, de participar do que estiver “na moda” e assim parecerem “interessantes” aos olhos dos demais adolescentes. e a internet permite que todo o tipo de coisa absurda seja compartilhada com o mundo em pouquíssimo tempo e se torne viral.

Infelizmente atualmente não são mais vídeos de gatinhos tocando piano que fazem a cabeça dos internautas, mas situações que sirvam para dar adrenalina, afinal, quem não se lembra de se achar invencível e dono de próprio nariz com 15, 16 anos e principalmente na frente dos amigos ?

É necessário que os responsáveis pelos jovens prestem atenção no que estão fazendo, mas também no que estão sentindo. Para muitos a vida online se mistura com a vida offline e mistura isso com os hormônios, necessidade de chamar atenção e questionamentos adolescentes e temos o caminho aberto para jogos estúpidos e mortais como esse.

A-Baleia-Azul

Fonte:  O Globo / Publico

prx1

Post Anterior Próximo Post

O que você pode gostar também

1 Comentário

  • Responder Milena Farias 9 de maio de 2017 at 12:22

    Essas coisas dá muito medo. É sempre bom os pais e/ou responsáveis repararem sempre nas atitudes, reações dos filhos/crianças e adolescentes. Darem mais atenção. Como você diz, muitos querem se sentir parte de um grupo e a fase da adolescência não costuma ser fácil. Aí é onde mora o perigo.
    Espero que as pessoas fiquem mais atentas e que esses adolescentes/crianças pensem um pouco mais na VIDA e de como ela é bela, antes de entrar para esse jogo (ou qualquer outro) e entendam que não precisam fazer tudo o que esta na moda para que as pessoas gostem.

    Beijos, Mi
    http://www.triicotando.com

  • Deixe uma resposta